Review: Depict1

depict1-4830

Muitas pessoas preferem os jogos indies por apresentarem uma proposta diferente dos games considerados mainstream por eles. Se você é um deles, então você vai adorar Depict1.
Criado ano passado por Kyle Pulver e Alec Holovka (esse último responsável pela trilha sonora) em um evento no qual eles teriam que criar um jogo dentro de 48 horas com o tema “Decepção”. Depict1 conta a história de um ser que se vê dentro de um lugar desolado e cuja única oportunidade de contato com vida inteligente é através de um cara que se diz seu “amigo”. O problema é que tudo o que ele diz é o oposto do que vai acontecer, e é aí que o jogo brilha mais.
O jogo brinca com conceitos pré-estabelecidos como os tutoriais, controles, personagem que se diz o seu amigo e a sua única chance de sair de tal lugar e os elementos básicos dos jogos (como o espinho que pode ser usado como escada, a bota que te deixa mais pesado, a jóia brilhante que te mata no toque e o buraco que te leva pro topo da tela), o que pode surpreender e até decepcionar (o que é o tema do jogo) alguns jogadores desavisados.
O visual se baseia no pixel-art, com cenários e personagens em 8-bits, dando certo charme ao jogo. Em contrapartida, o jogo sofre com uma falta de variedade de cores, predominando o roxo (do fundo) e o amarelo (do chão), com alguns toques de preto e verde.
A jogabilidade se baseia no estilo plataformer, com visual 2D e puzzles fáceis, mas que também brincam com conceitos pré-estabelecidos (vide parágrafo acima) e que são necessários pra resolvê-los.
A trilha sonora, apesar de ser apenas uma música, demonstra a solidão apresentada pelo mundo e pelo personagem, que apenas pode confiar em si mesmo para sair daquele mundo maluco e distorcido.
O fator replay do jogo, além de ser muito pequeno, porque dá pra terminar o jogo em no máximo 20 minutos, se dá pelos dois finais possíveis: o “Trapped Forever”, no qual o ser misterioso fica preso para sempre nesse mundo, e o final secreto “Free”, no qual o ser consegue sair do lugar.
Em resumo, Depict1 é um jogo com um conceito diferente e que vai te decepcionar, no bom sentido.

Gráfico: 7,0
Som: 8,5
Jogabilidade: 7,6
Replay: 6,5
Final: 8,7

Curiosiades:

  • Depict1 é uma brincadeira com a palavra “deception” (se lê Depictone).
  • Alec Holovka também trabalhou no ótimo jogo Aquaria, disponível no Steam por US$20.
  • É possível jogar Depict1 no kongregate.

Sobre o autor:

.
Siga ele no Twitter / Facebook.

Comentários

Deixe um comentário

2 comentários

  1. Muito bom esse game, joguei agora no kongre e zerei em uns vinte minutos (tava fazendo outras coisas junto).
    Ganhei a badge Poetic End *-* (anagrama de Decept One)

  2. Joguei esse jogo semana passada. até achei legal,mas a jogabilidade eu me perdi um pouco. não zerei pq só tava afim de jogar o comecinho. dps jogo até zerar,apesar q esses tipos de jogo o final nem é muito maneiro.

Loading Facebook Comments ...

No Trackbacks.